Transporte público

Quando moramos no Canadá, a coisa que mais nos surpreendeu foi o sistema de transporte público. E aqui não é diferente: extremamente confiável, moderno e cobre muito bem as necessidades da população.

Aqui em Brno não tem metrô, mas tem outros três tipos de veículos: bondes (trams), ônibus e trólebus. Esse três juntos cobrem a cidade de Brno inteira e mais a região metropolitana. Se você quiser ir pra mais longe, como Olomouc, Praga, Viena, tem que pegar o trem, que sai da estação central da cidade.

Estação de trem ao fundo, e estação central de trams (bondes).

Estação de trem ao fundo, e estação central de trams (bondes).

Estação de trem de Brno

Estação de trem de Brno

Pra circular em Brno é preciso ter um bilhete. É possível comprar bilhetes avulsos de 15 minutos (preço: 20 coroas) ou 60 minutos (25 coroas). Com esses bilhetes você precisa obedecer o tempo limite de uso do transporte. E aí você pergunta “mas nossa, como eu vou saber quanto tempo demora de lugar A a B? Tem trânsito, tem mil coisas que podem acontecer e que podem fazer minha viagem ser mais demorada”. Certo? Errado. Em cada parada (aqui chamamos de estação), tem uma placa como essa:

TRAM

Essa placa informa o número da linha, todas as paradas, e esse numerozinho embaixo dos nomes das paradas mostra a quantidade de minutos que você vai demorar até ela. Então tem como você saber exatamente qual bilhete você vai precisar, o de 15 minutos ou o de 60.

Uma outra informação importante que tem nas placas é a tabela de horários em que os trams/ônibus vão passar naquele ponto. Divididos em dias da semana / sábados / domingos e feriados, você pode saber exatamente quanto tempo vai ficar naquele ponto esperando o próximo tram/ônibus. Existe também um aplicativo para celular em que você coloca a estação que está e a estação de destino, e ele te mostra sua rota, preço, e em quantos minutos o próximo vai passar. É excelente para os dias de frio, quando você não quer ficar 10 minutos no ponto esperando. É só olhar antes de sair de casa e se programar pra sair.

Os bilhetes podem ser comprados nas máquinas que tem em várias estações, ou em bancas que ficam próximas a algumas estações ou nas “lojas” do DPMB (Brno City Transport Company) pela cidade. Dá pra comprar também por SMS e direto com o motorista.Com o motorista é mais caro e não são todos que vendem, então é sempre bom entrar no tram/ônibus já com seu bilhete.

Na máquina da esquerda é possível comprar bilhetes com cartões de crédito e débito. Na da direita, compra-se com moedas.

Na máquina da esquerda é possível comprar bilhetes com cartões de crédito e débito. Na da direita, compra-se com moedas.

É possível também comprar bilhetes de 90 minutos e 24 horas. Mas pra quem mora aqui e sai pra trabalhar todos os dias, compensa muito comprar o bilhete mensal (540 coroas = 64 reais), trimestral (1410 coroas = 167 reais) ou anual (4950 coroas = 586 reais). Excelente o preço, não? Andar a vontade por um mês inteiro por 64 reais! Estudantes, que são um grupo expressivo de mais de 80 mil em Brno, têm tarifas especiais.

Aqui não tem cobrador, então você mesmo valida seu bilhete ao entrar no tram/ônibus em pequenas máquinas que ficam perto das portas. Se você tem um desses bilhetes de longa duração (semanal, mensal etc), não precisa validá-lo cada vez que entrar mas tem que estar com ele a todo momento.

A fiscalização se dá através de fiscais que passam aleatoriamente pelos trams/ônibus e pedem pra ver os bilhetes. Eles não usam uniforme então não tem como você saber quem são, mas eles mostram um crachá e um distintivo quando abordam as pessoas. A multa pra quem não tem bilhete validado na hora da abordagem é de 800 coroas (94 reais), que ele recolhe no ato + o valor do bilhete. Se a pessoa não tiver o dinheiro, ele acompanha até um caixa eletrônico pra pessoa fazer o saque e pagar. Se mesmo assim a pessoa não tiver na hora, eles dão a multa em papel e a pessoa tem até 5 dias úteis pra ir fazer o pagamento nos escritórios da DPMB. Se passar de 5 dias úteis, a multa sobe pra 1500 coroas (177 reais).

inspector-gadget

Já aconteceu de eu estar no tram e passar 3 fiscais diferentes durante meu trajeto, mas na maioria das vezes que eu ando, não vejo fiscal nenhum. Realmente não tem como saber, mas das vezes que eu vi fiscais eu vi alguém tomando multa.

É possível levar animais de estimação (aqui em Brno = cachorros) nos ônibus e trams, bem como carrinhos de bebê e malas de viagem. Os veículos mais modernos são preparados também para o transporte de passageiros em cadeiras de rodas.

Eu gosto muito do sistema de transporte daqui. Tirando os dias de muita neve (nesse inverno, até agora, só teve um), é extremamente pontual. Já peguei tram lotado, mas nem se compara à lotação que eu estava acostumada a pegar em São Paulo ou Campinas. Como tem como os passageiros saberem exatamente em quantos minutos vem o próximo, não tem porquê todo mundo se abarrotar no primeiro que aparece. As pessoas se organizam bem de forma que não encha muito.

O transporte em números:

– O sistema de transporte público de Brno consiste em 12 linhas de tram, 13 linhas de trólebus, 40 linhas de ônibus diurnas e 11 linhas noturnas.

– Existem vários modelos de trams, mas o maior deles tem capacidade de 231 passageiros.

– Uma média de 113 153 000 passageiros são transportados por ano na cidade.

Tram (bonde)

Tram (bonde)

Trólebus

Trólebus

Anúncios

Um comentário sobre “Transporte público

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s