Custo de Vida

Muita gente me escreve perguntando sobre os salários e preços das coisas aqui. Quase sempre é porque estão em processo de negociação de salário e não têm a menor ideia de quanto pedir, porque essas cifras altas são confusas mesmo. Agora que já passei certo tempo aqui, deu pra ter uma noção melhor de tudo e por isso resolvi falar sobre o custo de vida.

Esse negócio de salários e preços acaba sendo muito relativo, pois depende muito do estilo de vida de cada um. Se você é do tipo que gosta de sair bastante pra comer/beber, o custo vai ser diferente do que de uma pessoa mais caseira. E, mesmo se uma pessoa for caseira, mas gostar de comer muita carne (ítem caro por aqui), terá um gasto alto também.

A primeira coisa que tenho a dizer é: seu salário aqui vai ser menor do que no Brasil. Todos os Brasileiros que conheço aqui ganham menos do que ganhavam no Brasil. Às vezes pouca diferença, mas há. E isso se dá pelo fato de o custo de vida geral aqui ser mais baixo. Viver em Campinas custa 30% mais caro; em São Paulo, 55%; e no Rio de Janeiro, 58%.
Aqui você pode ver essa diferença em mais detalhes.

Vamos começar pelos impostos que pagamos do salário. Nesse site você pode colocar o seu (futuro) salário bruto, e ele calcula o valor líquido. Os descontos tiram 27% do salário bruto.

Vou listar o preço de alguns produtos e serviços em CZK e BRL pra vocês terem uma ideia:

Bilhete Mensal de transporte: 500CZK | R$62,50
Bilhete avulso de 1 hora: 25CZK | R$3,12

Almoço executivo: 80-100CZK | R$10 – 12,50
Almoço a la carte: 150CZK | R$18,70
Jantar para 2: 500CZK | R$62,50
Jantar para 2, restaurante mais chiquetoso: 800CZK | R$100
Combo McDonalds: 120CZK | R$15
Cerveja nacional: 27CZK / 500ml | R$3,30
Coca Cola: 35CZK / 300ml | R$4,38
10 ovos: 30CZK | R$3,75
Leite: 15CZK / litro | R$1,87
Batata: 15CZK / kg | R$1,87
Carne bovina de primeira: 500CZK/kg | R$62
Vinho mediano: 150CZK / garrafa | R$19

Jeans: 500CZK (C&A) | R$62,50
Tênis de corrida/basquete: 2000CZK (Nike, Adidas) | R$250

Conta de água/luz/gás: 4000CZK / 2 pessoas / apartamento de 90m2 | R$500
Internet: 700CZK / 120MB + 100 canais normais + 30 canais HD | R$87,50
Gasolina: 32CZK / litro | R$4
Pedágio: 1500CZK por ano, todas as estradas do país. | R$187
(tem opção semanal e mensal)

Cinema: 170CZK | R$22

Aluguel
Apartamento de 1 quarto, no centro: 13000CZK (contas de luz/água/gás inclusas no valor) | R$1626
Apartamento de 1 quarto, fora do centro: 9000CZK (tudo incluso) | R$1125
Apartamento de 2 quartos, no centro: 17000CZK (tudo incluso) | R$2126
Apartamento de 2 quartos, fora do centro: 13500CZK (tudo incluso) | R$1688

Taxa de Juros Poupança: 1.0% ao ano (ou menos)
Taxa de Juros Financiamento de Imóveis: 2.68% ao ano
Inflação: 1.4%

Para os pais e futuros pais: o preço de uma escolinha integral, cinco dias por semana, com refeições inclusas, varia entre 5500 e 7500CZK (R$685 – R$935) por mês. Muitas empresas têm convênios com as escolas. A IBM, além de convênios com duas escolinhas, construiu uma em parceria com a prefeitura, que é localizada no Centro Tecnológico (onde fica a maioria das empresas de TI). Todas essas que citei são bilingues (Inglês e Tcheco). Quando a criança entra em idade escolar, as escolas e universidades públicas são excelentes e é pra lá que a maioria vai.

Os profissionais de TI são bem pagos, geralmente. Aqui em Brno há várias empresas que contratam estrangeiros, como: IBM, RedHat, Honeywell, Infosys, Lufthansa, entre outras. Os salários variam muito.
Pra vocês terem uma ideia, um salário bruto de 45,000CZK é excelente para os padrões tchecos, vive-se muito bem com esse valor.

Acho importante citar que embora paguemos um valor relativamente alto de impostos, aqui não precisamos pagar tudo em dobro. O serviço de saúde pública é excelente, com hospitais e clínicas super bem equipadas e médicos e enfermeiros muito competentes (muitos falam Inglês). Cada pessoa tem um médico de família, Clínico Geral, que cuida de encaminhar os pacientes para os especialistas. Ainda não usei dentistas por aqui, mas um colega brasileiro já usou e aprovou.

O transporte público é confiável, cobre toda a cidade e arredores 24 horas por dia, é barato e os veículos estão todos sendo trocados por outros mais modernos.

A segurança pública é excelente, níveis de criminalidade baixíssimos, vejo policiais pela cidade toda fazendo patrulha o tempo todo. Em 2012 (ano mais recente que encontrei), foram 75 homicídios registrados pela polícia, no país todo. Procurei estatísticas mais recentes, mas não encontrei muita coisa em Inglês. Vou precisar de ajuda com o Tcheco pra pesquisar isso melhor 🙂
Eu só sei que me sinto super segura andando pela cidade, inclusive à noite. Uso caixas-eletrônicos sem aquele pânico de ser assaltada, e caminho tranquilamente depois da meia noite, sem medo de ser perseguida ou violentada. É claro que crimes acontecem em qualquer cidade, então é sempre bom tomar um certo cuidado, mas saber que crimes violentos aqui são raros é o que me deixa mais feliz e tranquila. Não é preciso ficar procurando apartamento com porteiro 24 horas, portão eletrônico etc. Não é preciso pagar estacionamento com medo de o carro ser roubado da rua. Posso usar meu celular e tablet nos ônibus sem medo, posso mexer na minha carteira sem ficar paranoica com as pessoas ao redor.

Resumindo, eu acho que mesmo que à primeira vista os salários aqui sejam mais baixos que no Brasil, depois de uma análise mais aprofundada posso concluir que na verdade são maiores, pois com os meus impostos eu tenho acesso a serviços de qualidade, sem ter que desembolsar a mais por isso. E o custo geral é significantemente mais baixo, portanto o que sobra no bolso é maior.

Espero ter ajudado nos seus cálculos. Se você quiser saber o preço de alguma coisa que não listei, é só escrever nos comentários.

Fontes:

http://www.deposits.org/compare-countries/80-69/czech-republic-vs-brazil.html

https://www.cnb.cz/en/statistics/money_and_banking_stat/harm_stat_data/mfi_komentar.html

http://en.wikipedia.org/wiki/Crime_in_the_Czech_Republic

Anúncios

Sobre morar fora

Muitos têm esse sonho: sair do Brasil e viver num país melhor. Melhor educação pros filhos, melhor saúde, melhor segurança, melhor tudo. “Quero qualidade de vida”, a maioria diz, enfurecidos com o caminhar da economia e da política. Mas não têm a menor ideia de como é viver fora e o resultado dessa escolha.

A maioria das pessoas que dizem querer morar fora não imagina que viveriam uma vida parecida com a de suas empregadas domésticas: ter que pegar ônibus pra trabalhar, e as vezes passar um tempão se locomovendo; morar de aluguel; não ter empregada e ter que limpar o próprio vaso sanitário (que absurdo!); não ter a manicure que vai em casa e cobra R$20 pra fazer a mão – ou ter, e pagar MUITO mais caro por isso!; matricular os filhos em escola pública; ir ao hospital público e, sim, muitas vezes esperar horas pelo atendimento.
Quem está acostumado com a vida “bem-bom” de algumas classes do Brasil, dificilmente se acostuma com essa vida mais regrada e menos luxuosa.

Mas, afinal, o que essa pessoa achou que qualidade de vida seria?

Pra mim, é poder ler meu livro tranquilamente no caminho pro trabalho. É poder caminhar até meu restaurante preferido. É poder sair pra beber com os amigos e, ao voltar tarde, contar com o ônibus pontualmente. É poder ter acesso a educação, saúde, segurança etc sem ter que pagar a mais por isso. É ter mais controle sobre a própria vida. É ver os dias passarem. É tirar uns dias de férias sem que o chefe te olhe torto. É poder viajar com a família sem ter que vender um rim.
Devagar. Um dia após o outro. Estação por estação.

Sem parcelamento no cartão, sem Sem-Parar. Sem pressa.

Transporte público

Quando moramos no Canadá, a coisa que mais nos surpreendeu foi o sistema de transporte público. E aqui não é diferente: extremamente confiável, moderno e cobre muito bem as necessidades da população.

Aqui em Brno não tem metrô, mas tem outros três tipos de veículos: bondes (trams), ônibus e trólebus. Esse três juntos cobrem a cidade de Brno inteira e mais a região metropolitana. Se você quiser ir pra mais longe, como Olomouc, Praga, Viena, tem que pegar o trem, que sai da estação central da cidade.

Estação de trem ao fundo, e estação central de trams (bondes).

Estação de trem ao fundo, e estação central de trams (bondes).

Estação de trem de Brno

Estação de trem de Brno

Pra circular em Brno é preciso ter um bilhete. É possível comprar bilhetes avulsos de 15 minutos (preço: 20 coroas) ou 60 minutos (25 coroas). Com esses bilhetes você precisa obedecer o tempo limite de uso do transporte. E aí você pergunta “mas nossa, como eu vou saber quanto tempo demora de lugar A a B? Tem trânsito, tem mil coisas que podem acontecer e que podem fazer minha viagem ser mais demorada”. Certo? Errado. Em cada parada (aqui chamamos de estação), tem uma placa como essa:

TRAM

Essa placa informa o número da linha, todas as paradas, e esse numerozinho embaixo dos nomes das paradas mostra a quantidade de minutos que você vai demorar até ela. Então tem como você saber exatamente qual bilhete você vai precisar, o de 15 minutos ou o de 60.

Uma outra informação importante que tem nas placas é a tabela de horários em que os trams/ônibus vão passar naquele ponto. Divididos em dias da semana / sábados / domingos e feriados, você pode saber exatamente quanto tempo vai ficar naquele ponto esperando o próximo tram/ônibus. Existe também um aplicativo para celular em que você coloca a estação que está e a estação de destino, e ele te mostra sua rota, preço, e em quantos minutos o próximo vai passar. É excelente para os dias de frio, quando você não quer ficar 10 minutos no ponto esperando. É só olhar antes de sair de casa e se programar pra sair.

Os bilhetes podem ser comprados nas máquinas que tem em várias estações, ou em bancas que ficam próximas a algumas estações ou nas “lojas” do DPMB (Brno City Transport Company) pela cidade. Dá pra comprar também por SMS e direto com o motorista.Com o motorista é mais caro e não são todos que vendem, então é sempre bom entrar no tram/ônibus já com seu bilhete.

Na máquina da esquerda é possível comprar bilhetes com cartões de crédito e débito. Na da direita, compra-se com moedas.

Na máquina da esquerda é possível comprar bilhetes com cartões de crédito e débito. Na da direita, compra-se com moedas.

É possível também comprar bilhetes de 90 minutos e 24 horas. Mas pra quem mora aqui e sai pra trabalhar todos os dias, compensa muito comprar o bilhete mensal (540 coroas = 64 reais), trimestral (1410 coroas = 167 reais) ou anual (4950 coroas = 586 reais). Excelente o preço, não? Andar a vontade por um mês inteiro por 64 reais! Estudantes, que são um grupo expressivo de mais de 80 mil em Brno, têm tarifas especiais.

Aqui não tem cobrador, então você mesmo valida seu bilhete ao entrar no tram/ônibus em pequenas máquinas que ficam perto das portas. Se você tem um desses bilhetes de longa duração (semanal, mensal etc), não precisa validá-lo cada vez que entrar mas tem que estar com ele a todo momento.

A fiscalização se dá através de fiscais que passam aleatoriamente pelos trams/ônibus e pedem pra ver os bilhetes. Eles não usam uniforme então não tem como você saber quem são, mas eles mostram um crachá e um distintivo quando abordam as pessoas. A multa pra quem não tem bilhete validado na hora da abordagem é de 800 coroas (94 reais), que ele recolhe no ato + o valor do bilhete. Se a pessoa não tiver o dinheiro, ele acompanha até um caixa eletrônico pra pessoa fazer o saque e pagar. Se mesmo assim a pessoa não tiver na hora, eles dão a multa em papel e a pessoa tem até 5 dias úteis pra ir fazer o pagamento nos escritórios da DPMB. Se passar de 5 dias úteis, a multa sobe pra 1500 coroas (177 reais).

inspector-gadget

Já aconteceu de eu estar no tram e passar 3 fiscais diferentes durante meu trajeto, mas na maioria das vezes que eu ando, não vejo fiscal nenhum. Realmente não tem como saber, mas das vezes que eu vi fiscais eu vi alguém tomando multa.

É possível levar animais de estimação (aqui em Brno = cachorros) nos ônibus e trams, bem como carrinhos de bebê e malas de viagem. Os veículos mais modernos são preparados também para o transporte de passageiros em cadeiras de rodas.

Eu gosto muito do sistema de transporte daqui. Tirando os dias de muita neve (nesse inverno, até agora, só teve um), é extremamente pontual. Já peguei tram lotado, mas nem se compara à lotação que eu estava acostumada a pegar em São Paulo ou Campinas. Como tem como os passageiros saberem exatamente em quantos minutos vem o próximo, não tem porquê todo mundo se abarrotar no primeiro que aparece. As pessoas se organizam bem de forma que não encha muito.

O transporte em números:

– O sistema de transporte público de Brno consiste em 12 linhas de tram, 13 linhas de trólebus, 40 linhas de ônibus diurnas e 11 linhas noturnas.

– Existem vários modelos de trams, mas o maior deles tem capacidade de 231 passageiros.

– Uma média de 113 153 000 passageiros são transportados por ano na cidade.

Tram (bonde)

Tram (bonde)

Trólebus

Trólebus

Ah, as Coroas Tchecas!

Não, não me refiro à senhoras de idades nascidas aqui.
Tô falando de dinheiro, bufunfa, cascalho. Hoje tivemos a prova de que o dinheiro por aqui vai render bem.

Vamos começar com uma enquete: Quanto vocês acham que eu gastei na compra dos ítens dessa foto???? Façam suas apostas, responderei no próximo post. Note que no meio dos ítens tem: 1 jogo de 3 panelas, 4 toalhas (2 grandes, 2 de rosto), 2 travesseiros, 1 aparelho de jantar 12 peças, 1 jogo de seis copos, 1 jogo de potinhos de banheiro (de colocar escova de dentes e tal), e coisas miúdas de cozinha, como abridores de lata, rodo de pia, potinhos de condimentos, vaso com planta, bowls (2 de vidro, 1 de inox) e até pantufas, entre outras coisas…

Quantas Dilmas vocês acham que gastamos aqui?

Quantas Dilmas vocês acham que gastamos aqui?

image (3)

As Coroas Tchecas são a moeda corrente daqui. Uma Coroa equivale à mais ou menos 10 centavos de Real. É uma conta de mais ou menos 10 vezes mais. Então você pode sair pra jantar e gastar 800 coroas, ou pagar 20 coroas em uma passagem de ônibus.

Até agora as coisas que nós compramos foram mais baratas que no Brasil (mas já me falaram que tem coisas mais caras, por exemplo, o litro da gasolina e carnes em geral).

A experiência mais barata que tive até hoje foi: duas garrafas d’água dessas de 500ml + duas mini baguetes de queijo por 20 coroas. Isso mesmo, 2 reais. Nem UMA garrafa d’água no Brasil custa isso. Foi a água mais barata que já paguei na vida.

Yes!

Yes!

Outro exemplo, desodorante Rexona, que no Brasil custa entre 10 e 13 reais, aqui custou 44 coroas (aproximadamente 4 reais). O spray para os pés que o Lucas usa bastante, no Brasil pagávamos 15 reais, aqui achamos por 50 coroas. Enfim, no geral as coisas são bem mais baratas que no Brasil (o que, convenhamos, não é muito difícil de acontecer).

E aí hoje fomos comprar algumas coisas pra casa. O apartamento veio mobiliado, então não faltava muito. Mas aproveitamos a carona do irmão da Silvie (de quem eu falei aqui) que nos levou até a Ikea e compramos algumas coisas.

Pra quem não conhece, a IKEA é uma rede sueca de lojas de móveis e utensílios domésticos. É bem conhecida mundialmente pelos seus produtos baratos e de design bonitinho. É tipo a Etna, mas de pobre. Heheheh. A Etna vende absolutamente as mesmas coisas que a Ikea, é o mesmo estilo de loja (daqueles que você entra e vai passando pelos departamentos seguindo setinhas no chão), só que a Ikea tem os preços muito melhores. Tem Ikea no Canadá, mas eu só tinha ido pra olhar, bem rápido. Hoje passamos a tarde inteira lá – tem restaurante dentro da loja, pra você fazer uma pausa nas compras tranquilamente – e a compra rendeu muito bem, como vocês viram na foto anterior e podem ver nessas fotos também:

Cabides: 4 unidades por 9 coroas (90 centavos).

Cabides: 4 unidades por 9 coroas (90 centavos).

Lâmpada de chão: 299 coroas (29 reais)

Lâmpada de chão: 299 coroas (29 reais)

Lustres legais: 69 reais

Lustres legais: 69 reais

Lustre lindão. Uma amiga chegou a fazer esse lustre, artesanalmente mesmo, porque no Brasil custava mais de 200 reais.

Lustre lindão. Uma amiga chegou a fazer esse lustre, artesanalmente mesmo, porque no Brasil custava mais de 200 reais.

Olha o preço dele! 60 reais

Olha o preço dele! 60 reais

Aqui os cobertores são diferentes. Primeiro que, numa cama de casal, cada um tem o seu (finalmente alguém que me entende!). Segundo, você compra um tipo de manta (não muito grossa), e compra uma capa pra essa manta e isso é seu cobertor.

Aqui os cobertores são diferentes. Primeiro que, numa cama de casal, cada um tem o seu (finalmente alguém que me entende!). Segundo, você compra um tipo de manta (não muito grossa), e compra uma capa pra essa manta e isso é seu cobertor.

É uma idéia genial, porque você não precisa ficar lavando o edredon inteiro, somente a capa dele. E você pode ter várias capas e mudar de acordo com seu humor (!). E quando precisar lavar o edredon, ele é apenas uma manta leve, e não vai pesar 307 kilos na sua máquina. Show!

É uma idéia genial, porque você não precisa ficar lavando o edredon inteiro, somente a capa dele. E você pode ter várias capas e mudar de acordo com seu humor (!). E quando precisar lavar o edredon, ele é apenas uma manta leve, e não vai pesar 307 kilos na sua máquina. Show!

Passamos um certo tempo nesse departamento. Lucas até dormiu, e com outra ainda por cima! kkkk

Passamos um certo tempo nesse departamento. Lucas até dormiu, e com outra ainda por cima! kkkk

Mas o mais legal foi conhecer os pais e o irmão da Silvie. São muito especiais, nos receberam muito bem e nos ajudaram bastante hoje. Só o irmão dela fala Inglês, mas ele não estava muito preocupado em traduzir os pais, então tivemos que nos virar com gestos, desenhos, e com o Francês basicão que tirei do fundo do baú pra tentar falar com a mãe dela que também só arranha a língua. E mesmo assim conseguimos nos comunicar super bem. Foi engraçado mas foi super legal!

Fomos recebidos com flores (em um número ímpar, que é para ocasiões felizes – número par é para funerais!), e vinho. E na Ikea ela comprou essa pelúcia de bola 8, que é o número do nosso prédio aqui! Morri, de tanta fofura!

image (1)

E à noite, mesmo cansados, fomos encontrar um grupo de Brasileiros que conhecemos essa semana, um grupo pequeno mas muito legal!

Foi um sábado legal e se não estiver chovendo, o domingo vai ser também! Até o próximo post…