Os últimos dois meses…

Amigos, leitores, e amigos-leitores. Já faz dois meses desde minha última publicação. Mas que blog nesse mundo que não passa por uma fase dessas, não é mesmo? Não posso nem dizer que estive muito ocupada ultimamente, pois não é verdade. Foi a preguiça que, junto com o desânimo de não ter o que fazer, me impediu de escrever por aqui nos últimos meses. Mas estou de volta, e agora tenho tantas coisas pra contar que os posts serão mais longos do que nunca (vou tentar me controlar) e vou ter várias publicações seguidas. Hehe.

Voltando à primeira quinzena de Novembro, aqui em Brno tivemos o Festival do Vinho/São Martinho. E eu fui, claro. O festival aconteceu na praça principal onde todos os eventos acontecem, a Praça da Liberdade, ou Náměstí Svobody. Nesse festival, produtores locais de vinho têm a oportunidade de vender seus produtos, que são geralmente vinhos jovens.

Fui sozinha, numa terça-feira à tarde, e a praça estava lotada. Percebi que as pessoas aqui sempre participam dos eventos da cidade e todos são extremamente bem sucedidos, com uma participação muito grande dos moradores. É muito legal, em plena terça-feira à tarde um monte de senhores e senhoras (aposentados, acredito eu), estudantes, todos curtindo um belo dia de sol bebendo vinho e ouvindo músicas típicas.

wpid-img_20141111_134940.jpg
Existem várias barracas com os produtores vendendo seus vinhos, tem barraca também de comidas e produtos artesanais. Quando cheguei, dei uma volta geral nas barracas e vi uma tenda onde as pessoas entravam, compravam uma taça e saíam. Foi onde eu descobri como funcionava a coisa: você compra a taça do Festival (que já é um souvenir) e 8 fichas de degustação, que te dá direito a degustar oito vinhos diferentes, de sua escolha. Vem também um guia com todos os vinhos que tinham na feira, origem etc. Comprei meu kit-felicidade e saí degustando vários vinhos.

wpid-img_20141111_134931.jpg

Havia uma tenda bem grandona onde os vinhos pra degustação ficavam, uma mesa bem grande com várias pessoas, cada uma com duas ou três garrafas de vinho. Acima de cada pessoa, tinha uma identificação com números, que correspondiam aos números do guia, onde tinha o tipo de vinho, origem etc. Então você poderia escolher pelo guia qual vinho gostaria de experimentar, ver o número daquele vinho e ir diretamente ao balcão que estava servindo aquele que você escolheu. Como estava tudo escrito em Tcheco no guia, ignorei completamente e escolhia simplesmente entre tinto, branco e rosê, cada hora de uma bancada diferente, completamente às cegas. Como não sou nenhuma sommelier, nem ligava, só estava realmente apreciando o sabor sem nenhuma pretensão maior do que simplesmente passar uma tarde agradável na minha própria companhia.

wpid-img_20141111_140320.jpg

Entre uma degustação e outra, era possível lavar sua taça em um tipo de bebedouro. Bem prático e muito organizado.

wpid-img_20141111_140400.jpg

Com a própria taça você pressiona esse aparelho e sai água de dentro de um pino que está quase encostado no fundo da sua taça, e aí fica limpinha de novo para outro vinho. Tendeu? 🙂

Não sei muito bem a história do São Martinho e o porquê de ele estar associado ao vinho, mas sei que esse festival é pra marcar o fim do Outono e o São Martinho é quem traz a primeira neve da estação.

O Outono foi muito bonito por aqui, mas sou suspeita em falar pois é minha estação predileta. A mudança na natureza é tão linda de se ver nessa época do ano que sempre me encanta, principalmente aqui no hemisfério Norte.

wpid-img_20141106_155356.jpg

Charlie curtindo o Outono

wpid-img_20141106_140053.jpg wpid-img_20141106_155132.jpg wpid-img_20141112_105118.jpg wpid-img_20141112_134733.jpg

Até a próxima!
Na shledanou!

Anúncios